Header image  
Seu site verde na internet!  
line decor
  HOME  ::  HORTA CASEIRA : : PLANTAS MEDICINAIS : : JARDIM : : POMAR DOMÉSTICO : : MAIS SAÚDE : : CONTATO
line decor
   

 
MAIS SAÚDE!       CÂNCER - Estimativas para 2008

MORTALIDADE
Em 2005, de um total de 58 milhões de mortes ocorridas no mundo, o câncer foi responsável por 7,6 milhões, o que representou 13% de todas as mortes. Os principais tipos de câncer com maior mortalidade foram: pulmão (1,3 milhão); estômago (cerca de 1 milhão); fígado (662 mil); cólon (655 mil); e, mama (502 mil). Do total de óbitos por câncer ocorridos em 2005, mais de 70% ocorreram em países de média ou baixa renda (WHO, 2006). Estima-se que em 2020 o número de casos novos anuais seja da ordem de 15 milhões. Cerca de 60% destes novos casos ocorrerão em países em desenvolvimento. É também conhecido que pelo menos um terço dos casos novos de câncer que ocorrem anualmente no mundo poderiam ser prevenidos. Parkin e colaboradores (2001) estimaram para o ano de 2000 que o número de casos novos de câncer em todo o mundo seria maior que 10 milhões. Os tumores de pulmão (902 mil casos novos) e próstata (543 mil) seriam os mais freqüentes no sexo masculino, enquanto que no sexo feminino as maiores ocorrências seriam os tumores de mama (1 milhão de casos novos) e de colo do útero (471 mil) Fonte: INCA-2007

Câncer de Pulmão - O número de casos novos de câncer de pulmão estimados para o Brasil no ano de 2008, é de 17.810 entre homens e de 9.460 nas mulheres. Sem considerar os tumores de pele não melanoma, o câncer de pulmão em homens é o segundo mais freqüente nas regiões Sul (36/ 100.000), Sudeste (22/ 100.000) e Centro-Oeste (16/ 100.000). Sendo nas regiões Nordeste (9/100.000) e Norte (8/100.000) o terceiro mais freqüente. Para as mulheres é o quarto mais freqüente nas regiões Sul (16/100.000), Sudeste (11/100.000), Centro-Oeste (9/100.000) e Norte (5/100.000), sendo o quinto mais freqüente na região Nordeste (5/100.000). O câncer de pulmão permanece como uma doença altamente letal. A sobrevida média cumulativa total em cinco anos varia entre 13 e 21% em países desenvolvidos e entre 7 e 10% nos países em desenvolvimento. Ao final do século XX, o câncer de pulmão se tornou uma das principais causas de morte evitáveis. Comparados com os não fumantes, os tabagistas têm cerca de 20 a 30 vezes mais risco de desenvolver câncer de pulmão. Em geral, as taxas de incidência em um determinado país refletem seu consumo de cigarros.

Câncer de Estômago - O número de casos novos de câncer de estômago estimados para o Brasil no ano de 2008 é de 14.080 entre homens e de 7.720 nas mulheres. Sem considerar os tumores de pele não melanoma, o câncer de estômago em homens é o segundo mais freqüente nas regiões Norte (10/100.000) e Nordeste (9/100.000). Nas regiões Sul (21/100.000) e Centro-Oeste (12/100.000) é o terceiro mais freqüente e na região Sudeste (18/100.000) o quarto mais freqüente. Para as mulheres é o terceiro mais freqüente na região Norte (5/100.000). Na região Nordeste é o quarto mais freqüente (5/100.000). Nas demais regiões, Sudeste (10/100.000), Sul (10/100.000) e Centro-Oeste (6/100.000) é o quinto mais freqüente.

Câncer de Cólon e Reto - O número de casos novos de câncer de cólon e reto estimados para o Brasil no ano de 2008 é de 12.490 casos em homens e de 14.500 em mulheres. Sem considerar os tumores de pele não melanoma, o câncer de cólon e reto em homens é o terceiro mais freqüente na região Sudeste (19/100.000). Nas regiões Sul (21/100.000) e Centro-Oeste (10/100.000) ocupa a quarta posição. Nas regiões Nordeste (4/100.000) e Norte (3/100.000), ocupam a quinta e sexta posição, respectivamente. Para as mulheres é o segundo mais freqüente na região Sudeste (21/100.000), o terceiro mais freqüente nas regiões Sul (22/100.000), Centro-Oeste (11/100.000) e Nordeste (6/100.000), enquanto na região Norte (4/100.000) é o quinto mais freqüente. Fonte: INCA-2007


São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Paraná e Santa Catarina serão os Estados com o maior número absoluto de casos de câncer previstos para 2008. O Estado de São Paulo e a capital liderarão as estimativas para todos os tipos de câncer. Entretanto, em termos de risco estimado (taxa bruta, ou seja, número de casos dividido pela população sob risco), percebe-se que os estados do Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Santa Catarina, São Paulo e Paraná apresentarão as maiores taxas para homens, enquanto que as mulheres com maior risco estarão nos estados do Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná e Santa Catarina.

pomar




 

 
BRASIL TERÁ MAIS DE 470MIL NOVOS CASOS EM 2008
O anúncio foi feito pelo Instituto Nacional de Câncer (INCA), do Rio de Janeiro, durante o 2º Congresso Internacional de Controle de Câncer (ICCC 2007/INCA), realizado de 25 a 28 de novembro, marcando o Dia Nacional de Combate ao Câncer (27 de novembro). Entre homens, estima-se que haverá 231.860 novos casos de câncer, sendo os tipos mais incidentes o câncer de pele não melanoma (59 novos casos a cada 100 mil homens), próstata (52/100.000), pulmão (19/100.000), estômago (15/100.000) e cólon e reto (13/100.000).

No Brasil, as estimativas para o ano de 2008 e válidas também para o ano de 2009, apontam que ocorrerão 466.730 casos novos de câncer:

Localização Primária
Neoplasia malignas
Estimativa dos Casos Novos - 2008
Estado Capital
Casos Taxa Bruta Casos Taxa Bruta
Próstata 49.530 52,43 13.990 67,81
Traquéia, Brônquio e Pulmão 17.810 18,86 5.150 24,91
Estômago 14.080 14,92 3.590 17,42
Cólon e Reto 12.490 13,23 4.360 20,99
Cavidade Oral 10.380 11,00 3.000 14,45
Esôfago 7.900 8,35 1.640 7,84
Leucemias 5.220 5,52 1.460 7,06
Pele Melanoma 2.950 3,09 830 3,80
Outras Localizações 55.610 58,87 17.010 82,32
Subtotal 175.970 186,29 51.030 246,97
Pele não Melanoma 55.890 59,16 13.230 64,02
Todas as Neoplasias 231.860 245,47 64.260 310,93

Estima-se que o câncer de pele do tipo não melanoma (115 mil casos novos) será o tipo de câncer mais incidente na população brasileira, seguido pelos tumores de próstata (49 mil), mama feminina (49 mil), pulmão (27 mil), cólon e reto (27 mil), estômago (22 mil) e colo do útero (19 mil) ."A distribuição dos casos novos de câncer segundo localização primária é bem heterogênea entre estados e capitais do país; o que fica bem evidenciado ao observar-se a representação espacial das diferentes taxas brutas de incidência."-INCA/2007

Regiões apresentam diferentes perfis da doença

BRASIL
REGIÃO
ESTIMATIVA DE CASOS NOVOS
MASCULINO FEMININO TOTAL
Norte 8.470 9.150 17.600
Nordeste 36.600 42.360 78.960
Centro-Oeste 14.460 14.050 28.510
Sul 52.000 47.580 99.580
Sudeste 120.330 121.730 242.060
TOTAL 231.860 234.870 466.730

"As regiões Sul e Sudeste, de uma maneira geral, apresentam as maiores taxas, enquanto que as regiões Norte e Nordeste mostram as menores taxas. As taxas da região Centro-Oeste apresentam um padrão intermediário." - INCA/2007

O crescimento da incidência do câncer está relacionado ao envelhecimento da população. O perfil do câncer no Brasil vem acompanhando o perfil observado em países desenvolvidos. As mudanças refletem o processo de urbanização e a ampliação do acesso à informação. “O câncer está presente em todas as sociedades, mas em cada uma delas a doença apresenta um perfil específico. Num país com as dimensões e diferenças que o Brasil apresenta, as especificidades se revelam também entre as regiões e entre as capitais”, avalia a médica e epidemiologista Marise Rebelo, que compõe a equipe do INCA dedicada a elaborar as estimativas.

ESTIMATIVA DE NOVOS CASOS DE CÂNCER NO BRASIL POR NEOPLASIA - Segundo a Região em Homens e Mulheres - 2008-2009:

Localização Primária Norte Nordeste Centro-Oeste Sul Sudeste TOTAL
Mama Feminina 1.210 7.630 2.630 9.500 28.430 49.400
Traquéia, Brônquio e Pulmão 1.020 3.630> 1.690 7.210 13.720 27.270
Estômago 1.200 3.840 1.250 4.360 11.150 21.800
Próstata 1.750 9.820 3.200 9.500 25.260 49.530
Colo do Útero 1.700 4.720 1.350 3.470 7.440 18.680
Cólon e Reto 550 2.680 1.430 5.950 16.380 26.990
Esôfago 230 1.360 560 3.110 5.290 10.550
Leucemias 530 1.900 650 1.820 4.640 9.540
Cavidade Oral 400 2.500 750 2.500 8.010 14.160
Pele Melanoma 150 450 250 1.950 3.120 5.920
Outras Localizações 4.550 14.190 7.260 27.270 64.610 117.880
Subtotal 13.290 52.720 21.020 76.640 188.050 351.720
Pele não Melanoma 4.330 26.240 7.490 22.940 54.010 115.010
TOTAL 17.620 78.960 28.510 99.580 242.060 466.730

Os tipos mais incidentes, à exceção do câncer de pele do tipo não melanoma, serão os cânceres de próstata e de pulmão no sexo masculino e os cânceres de mama e de colo do útero no sexo feminino, acompanhando o mesmo perfil da magnitude observada no mundo.

ESTIMATIVA DE NOVOS CASOS DE CÂNCER EM INDIVÍDUOS DO SEXO MASCULINO PARA 2008-2009:

Os tumores mais incidentes para o sexo masculino, serão devidos ao câncer de pele não melanoma (56 mil casos novos), próstata (49 mil), pulmão (18 mil), estômago (14 mil) e cólon e reto (12 mil).

BRASIL
Localização Primária
Neoplasia maligna
Estimativa dos Casos Novos- Homens - 2008
Estado
Capital
Próstata 49.530 13.990
Traquéia, Brônquio e Pulmão 17.810 5.150
Estômago 14.080 3.590
Cólon e Reto 12.490 4.360
Cavidade Oral 10.380 3.000
Esôfago 7.900 1.640
Leucemias 5.220 1.460
Pele Melanoma 2.950 830
Outras Localizações 55.610 17.010
Subtotal 175.970 51.030
Pele não Melanoma 55.890 13.230
Todas as Neoplasias 231.860 64.260

ESTIMATIVA DE NOVOS CASOS DE CÂNCER EM INDIVÍDUOS DO SEXO FEMININO PARA 2008-2009:

Para o sexo feminino, destacam-se os tumores de pele não melanoma (59 mil casos novos), mama (49 mil), colo do útero (19 mil), cólon e reto (14 mil) e pulmão (9 mil).

BRASIL
Localização Primária
Neoplasia maligna
Estimativa dos Casos Novos -Mulheres - 2008
Estado
Capital
Mama Feminina
49.400/div>
17.400
Colo do Útero>
18.680
5.620
Traquéia, Brônquio e Pulmão
9.460
3.070
Estômago
7.720
2.380
Cólon e Reto
14.500
5.450
Cavidade Oral
3.780
1.140
Esôfago
2.650
620
Leucemias
4.320
1.340
Pele Melanoma
2.970
930
Outras Localizações
62.270
22.530
Subtotal
175.750
60.480
Pele não Melanoma
59.120
14.140
Todas as Neoplasias
234.870
74.620

Números arredondados para 10 ou múltiplos de 10

Localização Primária
Neoplasia maligna
Estimativa dos Casos Novos no RIO DE JANEIRO
Homem
Mulher
Total
Próstata
8.910
-
8.910
Mama feminina
-
11.840
11.840
Traquéia, Brônquio e Pulmão
3.320
1.890
5.210
Estômago
1.840
1.250
3.090
Cólon e Reto
2.750
3.450
6.200
Cavidade Oral
2.170
760
2.930
Esôfago
990
350
1.340
Leucemias
750
680
1.430
Colo do Útero
-
2.980
2.980
Pele Melanoma
400
360
760
Pele não Melanoma
7.710
8.050
15.760
TODAS AS NEOPLASIAS
37.810
44.020
81.830
Fonte: INCA-2007

Inimigo Silencioso | Estatísticas 2008 | Tipos | Prevenção | Novas Drogas | Câncer e Plantas Medicinais |Câncer e os Alimentos Funcionais